A importância da EBD na vida do crente e os resultados de sua negligência

Esta época em que vivemos, denominada pós-modernidade, é caracterizada pelo declínio espiritual (1Tm 4.1,2; Mt 24.12,13), degeneração moral (Mt 24.38) e decadência social (Mt 24.7). Infelizmente, na seara evangélica, há por parte de muitos cristãos uma negligência com relação ao ensino da Palavra de Deus, o que se percebe pelo alto índice de evasão as escolas bíblicas dominicais. Diante disso, como ficam os pastores, professores de EBD e os pais evangélicos, que têm compromisso com os padrões morais proclamados pelas Escrituras e prezam por seus valores familiares? Qual é o papel do ministério de ensino da igreja evangélica e especialmente da EBD nesse cenário em sua missão?

A IMPORTÂNCIA DO ENSINO BÍBLICO EM CASA E NA IGREJA

As Escrituras afirmam que os filhos são herança do Senhor (Sl 127.3). A família é uma instituição divina, estabelecida para gerar filhos para Deus, e a Igreja foi comissionada para gerar discípulos do Senhor, que sejam filhos de Deus (Is 54.13). A missão dos pais, pastores e educadores cristãos é fazer dos filhos discípulos do Senhor, que amem o Mestre e estejam comprometidos em seguí-lo.

Os filhos são a próxima geração para continuar o chamado de Deus sobre a casa, sobre a igreja e sobre a nação. O desejo de Deus é que seja investido tempo instruindo os filhos: “Não o encobriremos a seus filhos; contaremos à vindoura geração os louvores do SENHOR, e o seu poder, e as maravilhas que fez. Ele estabeleceu um testemunho em Jacó, e instituiu uma lei em Israel, e ordenou a nossos pais que os transmitissem a seus filhos, a fim de que a nova geração os conhecesse, filhos que ainda hão de nascer se levantassem e por sua vez os referissem aos seus descendentes; para que pusessem em Deus a sua confiança e não se esquecessem dos feitos de Deus, mas lhe observassem os mandamentos; e que não fossem, como seus pais, geração obstinada e rebelde, geração de coração inconstante, e cujo espírito não foi fiel a Deus” (Sl 78.4-8).

Como pais, pastores e educadores cristãos, devemos preparar a próxima geração. Nessa tarefa, o papel da Escola Bíblica Dominical é muito importante para cumprir o propósito de Deus na história, com entendimento e com determinação (Et 8.6; At 13.36).

A IMPORTÂNCIA DA ESCOLA DOMINICAL

Sem dúvida, a Escola Bíblica Dominical ainda é a principal agência de educação cristã da igreja. Não obstante enfrentar nas últimas décadas um nível elevado de evasão em muitos lugares, ela continua relevante e extremamente importante nos dias atuais. Infelizmente, púlpitos e igrejas são superficiais e parte desse problema certamente se deve ao abandono da Escola Bíblica Dominical ou à sua substituição por outras atividades.

PORQUE INVESTIR NA ESCOLA BIBLICA DOMINICAL

A Escola Dominical é a agência de ensino por excelência, que busca ajudar os crentes a crescerem no conhecimento de Deus através do ensino saudável das Escrituras. A EBD é importante para que os crentes não sejam enganados pelas heresias e erros doutrinários do nosso tempo. (Mt 22.29).

A Escola Dominical também ajuda a se desenvolver na igreja relacionamentos. Ela promove a comunhão através do estudo sistemático da Palavra de Deus em conjunto, o que também leva a igreja local a buscar e alcançar a maturidade.

Além disso, a Escola Dominical é um excelente meio para evangelização de amigos e familiares, e propícia a descoberta, crescimento e capacitação de novos ministérios. Enfim, a Escola Dominical fortalece os vínculos familiares e desperta os cristãos a uma vida de santidade. Desse modo, a Escola Dominical é uma fonte de avivamento e de despertamento espiritual para a igreja.

AS CONSEQUENCIAS DA NEGLIGÊNCIA O MINISTÉRIO DO ENSINO

Infelizmente, alguns desprezam a importância do estudo das Escrituras, servindo às igrejas um pão bolo- rento ao invés de oferecer o pão novo cozido sobre as brasas. O avivamento que precisamos não virá se não for pela pregação e pelo ensino da Palavra de Deus.

Nestes dias de pluralismo e relativismo, os crentes são bombardeados por todo tipo de ideias falsas e conceitos que visam a minar os valores morais que recebemos de Deus através das Sagradas Escrituras, por isso o mestre bíblico deve ser valorizado e necessita ter sólido conhecimento da Bíblia.

A cosmovisão secular ensina que o homem é produto da evolução das espécies, mas as Escrituras ensinam que ele foi criado à imagem de Deus (Gn 1.26). Para este mundo, a moral é irrelevante e o prazer é o que conta, mas para Deus somos moralmente responsáveis por nossas escolhas morais.

Os efeitos devastadores da cosmovisão secular são sentidos a todo momento. A mídia degenerou-se de tal modo que leva violência, ocultismo de todo o tipo, pornografia, sexo e programações que solapam os valores judaico-cristãos, defendendo inclusive o aborto, a eutanásia e o homossexualismo, e, assim, destruindo a família. Além disso, a mídia procura retratar os cristãos como pessoas ignorantes e preconceituosas, inseguras e fanáticas.

A igreja tem grande responsabilidade em desenvolver uma cosmovisão bíblica que abarque todos os aspectos de sua vida e apresentar ao mundo perspectivas bíblicas em todas as áreas de nossa existência e a Escola Dominical é fundamental nesse propósito.

Artigo: Paulo André Barbosa

Postagens Relacionadas