🎯 Subsídios Bíblicos para a Lição 3 dos Adultos (CPAD).  3° Trimestre de 2023

🔍 Veja a lição 3 Aqui

Nos últimos dias, vivemos em uma era marcada por mudanças sociais, culturais e ideológicas que afetam também o campo teológico e Bíblico. Nesse contexto, o pensamento progressista tem ganhado destaque, apresentando uma abordagem que desafia interpretações tradicionais e busca adaptar os ensinamentos religiosos às demandas contemporâneas. No entanto, é necessária uma advertência cautelosa aos perigos que podem estar presentes nesse tipo de ensino progressista.

I. ADVERTÊNCIA AOS ÚLTIMOS DIAS

2 Timóteo 3:1-5 nos mostra que Paulo estava alertando Timóteo e a igreja sobre os desafios morais e espirituais que enfrentariam nos últimos dias.

1. Contexto e significado dos “últimos dias”.

  Nos ensinamentos bíblicos, os “últimos dias” se referem ao período que antecede a segunda vinda de Cristo e a consumação final do plano de Deus.

  Essa noção dos “últimos dias” está enraizada nas profecias do Antigo Testamento, que falam sobre o fim dos tempos e a vinda do Messias. À medida que o Novo Testamento se desenrola, os escritores apostólicos, como Paulo, fazem referência a esses eventos futuros, alertando os crentes sobre as características e desafios que enfrentarão nesse período.

2. Descrição dos tempos trabalhosos.

  No versículo 1, Paulo utiliza a expressão “tempos trabalhosos” para descrever a natureza difícil e desafiadora dos últimos dias. A palavra grega traduzida como “trabalhosos” é “chalepoiros“, que denota apertos, dificuldades e angústias. Isso indica que a sociedade nesse período enfrentará uma intensificação de problemas e desafios morais, espirituais e sociais.

3. Características da sociedade nos últimos dias.

  A partir do versículo 2 até o versículo 5, Paulo lista uma série de características negativas que prevalecerão na sociedade dos últimos dias. Essas características descrevem uma conduta moral deteriorada e um afastamento dos princípios divinos.   Paulo descreve os indivíduos como sendo amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes aos pais, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor pelos bons, traidores, obstinados, orgulhosos e mais amigos dos prazeres do que de Deus.

4. Aparência de piedade, mas negação da sua eficácia.

  No versículo 5, Paulo adverte sobre aqueles que possuem uma aparência externa de piedade, mas negam a sua eficácia. Isso significa que existirão pessoas que podem apresentar um comportamento religioso ou piedoso, mas não vivem de acordo  com os princípios e poder transformador da verdadeira piedade. Essas pessoas podem enganar os outros e até a si mesmas com sua fachada, mas seu coração e suas ações negam a autenticidade da piedade genuína.

Em resumo, a exegese de 2 Timóteo 3:1-5 nos oferece uma visão dos últimos dias e das características negativas da sociedade. Essa passagem nos desafia a refletir sobre nossa própria conduta e nos encoraja a nos afastarmos das influências corruptas, buscando uma vida de retidão e piedade em meio a um mundo desafiador.

✍️ VEJA a continuação deste texto completo na Revista Cristão Alerta. Acesse Aqui

Postagens Relacionadas